Governo do Distrito Federal
25/10/22 às 16h35 - Atualizado em 10/11/22 às 15h28

COMPARTILHAR

GDF Saúde completa 2 anos: conheça a trajetória do plano de saúde dos servidores do DF

 

 

 

 

 

O GDF Saúde, plano de saúde dos servidores públicos do Distrito Federal, completa 2 anos este mês. Atualmente, já são em torno de 80 mil vidas beneficiadas com o melhor atendimento disponível, contando com 38 dos principais hospitais de Brasília e região, além de mais de 2400 clinicas, laboratórios, cooperativas e associações médicas.

A ideia de um plano de saúde sem fins lucrativos voltado ao funcionalismo público começou a circular entre os servidores no final da década de 90. No início dos anos 2000, o pleito já havia sido incorporado às reivindicações desses servidores e no ano de 2006, a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou a lei de criação do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Distrito Federal (INAS), entidade que seria responsável pela implantação e gestão do GDF Saúde.

 

Início das atividades

Mesmo com a empolgação inicial gerada pela criação do INAS, o plano permaneceu no papel durante os governos seguintes, pelos 13 anos seguintes. Em janeiro de 2019, no entanto, o Governador Ibaneis transformou o GDF Saúde em uma realidade. “Ainda no mesmo mês foi constituída a equipe responsável pelos estudos para a operação do plano e em outubro já estava pronto o primeiro plano de negócios. Naquela época, a estrutura do INAS ainda era bem tímida, com uma equipe de apenas 14 pessoas, que ocupava uma sala no Palácio do Buriti”, relembra o ex-presidente do INAS, Ney Ferraz, responsável pela implantação do GDF Saúde.

O período seguinte foi de planejamento e muito trabalho para viabilizar o plano frente a um mercado competitivo.  O GDF Saúde, no entanto, já trazia vantagens frente aos demais planos existentes. O modelo a ser seguido seria o de autogestão, sem fins lucrativos, com valores acessíveis para todos os servidores ativos, inativos, comissionados e seus dependentes.

“A autogestão é uma modalidade de administração na qual uma organização institui e administra o programa de saúde de seus beneficiários, de acordo com os princípios de solidariedade, cooperação, apoio mútuo, autonomia e auto-organização. O foco, desde então, sempre foi oferecer o melhor aos servidores, em detrimento do lucro. Para se ter uma ideia, apesar de todos os sobressaltos econômicos dos últimos anos e da pandemia de covid-19, o GDF Saúde permanece sem reajustes até o momento, ao contrário dos demais planos disponíveis no mercado”, explica o atual presidente, Bruno Alvim Moura.

Para entender as necessidades dos servidores, o INAS promoveu uma pesquisa, em maio de 2020, que seria importante para a versão final do plano apresentada ao público. Em julho do mesmo ano foi assinado um acordo de cooperação técnica entre o INAS, a Secretaria de Economia e o Banco de Brasília (BRB), onde o banco forneceu ao instituto o sistema operacional de informática e a central de atendimento, permitindo, assim, o início das operações.

 

 

 

 

 

Lançamento do plano

No dia 28 de outubro de 2020, dia do servidor público, o GDF Saúde foi lançado oficialmente em uma cerimônia no Palácio do Buriti. Durante o evento, o governador Ibaneis saudou a chegada do plano.  “A saúde da população é uma preocupação do nosso governo. Agora, com o plano de saúde dos servidores, vamos dar segurança e ampliar a cobertura. A máquina não parou na pandemia, tocamos obras, investimos na qualidade de vida da população e isto tudo só foi possível com a ajuda dos servidores. O plano de saúde é um compromisso assumido e cumprido por nós, e é muito mais que merecido por todos”, afirmou.

 

Ascenção e consolidação

Desde de então, o plano começou a ganhar corpo. Em novembro foram abertas as adesões para a pasta da saúde e em dezembro para os servidores da educação. No mesmo mês o plano já contava com 10 mil inscrições.

O ano de 2021 foi um período de crescimento e da consolidação do plano. Em janeiro o sistema foi aberto para a adesão dos demais servidores da administração direta, indireta e autarquias do DF. Nessa época os beneficiários já contavam com mais de 2,3 mil clínicas à disposição. Em junho foram iniciadas as adesões dos policiais civis e, em outubro, foi divulgado o resultado da pesquisa iniciada no ano anterior, que mostrava altos índices de satisfação.

 

Reestruturação e ampliação em 2022

No primeiro semestre de 2022, mais duas novidades. Foi lançado o App GDF Saúde, que trouxe mais praticidade e facilitou ainda mais a vida dos beneficiários, com acesso fácil ao extrato, rede credenciada e demais informações essenciais. E houve, ainda, a mudança da estrutura de atendimento presencial para as novas instalações no Edifício Parque Cidade Corporate, no centro de Brasília.

Em junho, mais um marco importante, com apoio do GDF a Câmara Legislativa aprovou a Lei nº 7.152, alterando o dispositivo que criou o INAS, permitindo assim uma reestruturação que aumentou a equipe para mais de 100 profissionais e ampliou as instalações, com um novo espaço de mais de 400 m2.

A lei também alterou a estrutura administrativa e estabeleceu um prazo de 90 dias para que fosse encaminhado à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) um projeto de lei para a criação do plano de carreira, cargos e remuneração do quadro de pessoal. Com isso será possível também a realização de um concurso público para o instituto, aperfeiçoando ainda mais a equipe.

Com a nova lei, além de integrantes Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) e Polícia Civil (PCDF), também estão aptos a aderir ao plano, mediante convênio com o INAS, os servidores da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), funcionários do Hospital da Criança de Brasília José Alencar e do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF).

No mês de julho, o Instituto de Pesquisa e Estatística do DF (IPEDF) se tornou o mais novo ente do GDF a assinar convênio com o INAS, possibilitando aos seus mais de 300 servidores a adesão ao plano. E o Hospital Brasília – Unidade Lago Sul se integrou à rede credenciada, expandido o atendimento. O GDF Saúde segue, agora, cada vez mais focado em sua missão de promover saúde, bem-estar e qualidade de vida aos servidores e seus dependentes.

 

 

LINHA DO TEMPO 2006-2022

 

Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

INAS

SCS Setor Comercial Sul - Quadra 09, Loja 15 (Térreo), Edifício Parque Cidade Corporate. Asa sul - Brasília/DF. CEP: 70308-200